Um pé sujo limpinho

By Lu


 

Como uma boa carioca de Copacabana, eu não dispenso um boteco. Botecos são característicos dessa cidade e desse bairro que tanto amo. Então hoje resolvi falar de um que eu particularmente adoro: o Pavão Azul.

O Pavão Azul é um boteco já super conhecido e o que não falta são reportagens exaltando o lugar. Mas não é porque é conhecido que a gente não pode dar nossa opinião também né?

 

Na ativa há mais de 50 anos, o Pavão Azul vive lotado, não importa o dia da semana. Então, você tem que ir preparado para a possibilidade de beber e comer em pé.

E  quando eu falo comer, é porque senhoras e senhores, vale muito a pena. A cerveja é boa? Sim. A cerveja é gelada? Sim. Mas o que faz do Pavão Azul um bar memorável são os seus petiscos, em especial a patanisca que é o meu favorito.

Mas o que é uma patanisca, você pergunta, é um bolinho de bacalhau sem batata. MUITO BOMMMMMMMMMMM.

O arroz de camarão de lá também concorre à favorito dos frequentadores, mas confesso que ainda não provei.

Ah, e também tem petiscos para os vegetarianos como pastel de queijo com tomate seco e caldinho de feijão.

O bar original fica na Rua Hilário de Gouveia, n° 71, em frente à delegacia, mas o boteco já se estendeu para a loja do lado e a da frente, apelidada de “pavãozinho”.

Nós no Pavão Azul semana passada com amigos, incluindo o hilário Juka Garibaldi do Trekos Psicodélicos.

Gostou do post? Então comenta, elogia e faça perguntas aqui embaixo nos comentários. Para críticas, espere na linha que nós já iremos atendê-lo.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s